Imagem capa - SUPERSTIÇÕES GREGAS por Raphael Ranosi
Grécia 2017

SUPERSTIÇÕES GREGAS

Uma parte divertida quando se fala na cultura de um lugar, são as superstições que surgem nele.
Tem quem acredite nelas e quem só ache “que é coisa de louco”, mas para todas as opiniões sobre o assunto,  não se pode negar que elas dizem muito sobre o lugar onde surgiram e são ainda mais curiosas  aos olhos de quem não as conhece.

A Grécia como qualquer outro país também tem suas superstições, uma das mais conhecidas é o famoso “olho grego” mas ainda assim existem muitas outras:

Filaxta/Baskania
Trata-se de um pequeno talismã de tecido com uma cruz no centro abençoado por um padre, muito comum de ser visto preso a vestimenta de crianças.
Sua função é de proteger crianças contra o mal olhado da mesma maneira que o olho grego.

Tesouras abertas
Na Grécia existe um costume de após se usar uma tesoura, nunca deixá-la aberta, isso porque acreditasse que o ato é um convite para que outras pessoas falem mal de você.

(foto)

Ossos de Morcego
Para alguns gregos (principalmente os que vivem nas regiões das ilhas) acredita-se que ossos de morcego são um talismã para boa sorte, sendo parte deles carregados em bolsas e carteiras, porém esses ossos não podem ser adquiridos matando um morcego, do contrário isso atrairá muita má sorte.

Cactos
Não é difícil encontrar cactos plantados em frente às casas quando se está visitando a Grécia.
Isso não tem só a ver com o clima que é perfeito para a criação dessas plantas, mas tem principalmente influencia na crença de que cactos, devido aos seus espinhos, prendem os maus espíritos na porta de casa e não os deixarem entrar.

Entregar uma faca na mão de outra pessoa.
Se você tem um amigo ou um familiar que você preza pelo bom convívio, nunca ceda uma faca em sua mão diretamente. Os Gregos acreditam que ao fazer isso a faca pode “cortar a relação” dos dois provocando brigas e fim de relacionamentos no futuro.
O “correto” ao passar uma faca é colocá-la em uma mesa/móvel para que a outra pessoa possa pega-la.

Corvos
Em muitas culturas os corvos são representados como um símbolo de má sorte que atrai notícias ruins ou presságios de morte, na Grécia essa visão não é diferente, porém existe pequeno costume entre os gregos para “espantar a má sorte”, quando um corvo é avistado eles dizem a seguinte frase “Sto kalo, sto kalo, kala nea tha mou ferris” que significa “vá para o bem, vá para o bem e me traga boas notícias” (isso enquanto espantam o corvo)